OBRIGADA POR SEGUIREM O MEU BLOG

terça-feira, março 22, 2011

ÉTICA MINISTERIAL







Ética: Estudo dos juizos de apreciação referentes 
à conduta humana, suscetível de qualificação do 
ponto de vista do bem e do mal, seja relativamente 
a determinada sociedade, seja de modo absoluto. ( Aurélio)


ÉTICA MINISTERIAL

                                    TEXTO BÍBLICO: 1 Coríntios 10.32 - Portai-vos  de modo                                                          que não deis escândalo nem, aos judeus nem aos gregos, nem a igreja de Deus.

Ética é o comportamento que cada um de nós devemos ter, em todos os momentos e lugares da nossa vida, a fim de que venhamos ser alvo sempre de elogios daqueles que estão ao nosso redor. Em se tratando de ética ministerial falaremos do nosso comportamento nas diversas escalas do ministério.

1.      Ética na chamada:
O obreiro não deve oferecer-se para uma separação ministerial, nem tentar agradar o seu Pastor com presentes e com bajulações para galgar o degrau aspirado: Mc 3.13; Hb5.4; Jd 16; I Tm 3.1-3.

2.      Ética no desempenho do trabalho:
Nunca pensar que o cargo que te foi confiado é muito baixo, porém dentro dele procure desenvolver um trabalho que agrade a Deus, como requer o Senhor Jesus. Rm 12.6-8; At 11.22,23; I Pe 4.10,11.

3.      Ética no desempenho do trabalho:

a.      Como tratar as diversas classes da igreja. I Tm 5.1-4;
b.      Como se apresentar de forma adequada principalmente em cerimônias;
c.      Cerimônia Fúnebre: O terno deve ser escuro, de preferência preto, azul marinho, camisa branca ou escura como também a gravata. Deve-se evitar camisas e gravatas vermelhas ou tons berrantes;
d.      Cerimônia de Casamento, Bodas de Prata, Bodas de Ouro, Festa de 15 Anos e culto em geral: O terno pode ser escuro, podendo usar ternos de cor clara, verde claro, porém evitando cores berrantes, pois as mesmas não vestem bem o obreiro;
e.      Cuidados gerais:
      Cuidado com o colarinho, que deve estar abotoado e limpo;
      Cuidado com as cores da gravata, deve estar combinando com a roupa;
      Cuidado com a gravata de zíper (O zíper afrouxa e gravata fica deformada);
      Cuidado com os sapatos;
      Cuidado com a caspa no paletó;
      Cuidado com o hálito (além da higiene bucal, tenha sempre um cravo ou halls, pois
      o estômago vazio provoca mau hálito);
      Cuidado com os odores das axilas ( além do banho, faça uso de um bom desodorante);

ÉTICA AO SER EMPOSSADO NUMA IGREJA

Quando assumimos uma igreja, trazemos dentro de nós um misto de alegria e tristeza. Alegria pôr estar recebendo um novo rebanho e tristeza pôr deixar para traz um rebanho, muitas vezes chorando. As vezes torna-se difícil administrar este misto de emoções, pois sorrir com o coração chorando não é fácil. Entretanto devemos oferecer ao novo rebanho, carinho, atenção e alegria

a.      Muitos crentes virão te cumprimentar com os olhos marejados de lágrimas pela saída do seu antecessor, não fique triste, lembre-se que um dia estarão também chorando pôr ti quando saíres.

ÉTICA AO ASSUMIR UMA IGREJA

Nunca assumir com ares de que veio concertar;
Nunca menosprezar o rebanho por ser menor do que aquele que você deixou;
Nunca ter palavras de elogios somente ao rebanho anterior;
Nunca desfazer o que seu antecessor fez;
Nunca juntar aos inimigos do seu antecessor, desprezando os amigos do mesmo;
Nunca falar mal do seu antecessor, ainda que tenha razão para tal;
Saber sempre que aquele rebanho deve muito ao seu antecessor.

a.      Muitos te perguntarão:

O irmão está gostando?
Como o irmão está vendo o trabalho?
Cuidado com o que você irá responder, para não deixar o irmão triste e decepcionado.

Alguns vão falar mal do pastor que saiu, não dê ouvidos a estes grupos, pois geralmente os mesmos são compostos de pessoas insatisfeitas, e assim como falam mal do seu antecessor falarão de você quando fores transferido


Pelo menos durante algum tempo, não faça mudanças na igreja, até que você esteja simpático, e ai então com cuidado faça as devidas mudanças. "Na posse dum certo Pastor, foi servido um jantar no refeitório da igreja, e ele verificando que as mesas eram muito altas, para fazer uma média com o Pr. Presidente anunciou: quando o Senhor aqui retornar serás servido numa mesa digna, pois amanhã mesmo mandarei serrar os pés desta mesas, para que fiquem com a devida altura. O Presidente olhando para aquele irmão replicou-lhe "espere pelo menos 3 anos para que você mande serrar a primeira perna destas mesas"


Lembre das palavras do Senhor Jesus registradas em "Jo.4.38 = 38 Eu vos enviei a ceifar onde não trabalhaste; outros trabalharam, e vós entrastes no seu trabalho." Respeite sempre o trabalho que encontrares, mesmo que esteja mal feito, o mesmo foi feito com muito amor e carinho e dentro das possibilidades daquele que te antecedeu.

AO DESLIGAR-SE DE UMA CONGREGAÇÃO

É um momento de muita dificuldade tanto para quem sai como para o que fica, pois muitas vezes o pastor que sai, deixa para trás rastros de uma trabalho profícuo e intenso, desenvolvido durante sua estadia ali. Ficam para trás filhos que se casaram, netos, e um número sem conta de filhos na fé como também filhos ministeriais. Porém, a saída de uma igreja para outra, pode representar:

Oportunidade de renovação ministerial;
Oportunidade de encarar novos desafios;
Oportunidade de servir ao Ministério, Convenção e também uma nova comunidade de crentes;
Oportunidade de estar saindo no tempo de Deus, evitando o desgaste de sair depois do tempo de Deus.

Cuidados com certas frases que podem sair de seus lábios como:

Vocês entendem, por mim não sairia, mais!!!??;
Zelei de vocês todos esses anos, mais o que vem aí "não sei não";
Se vocês quiserem, é só dizer que não aceita outro;
Agora vocês vão aprender o que é bom.

Coisas que devem ser passadas para o seu sucessor:

Lista de nomes dos membros da Diretoria da Igreja, com endereço, telefone;
Lista de nomes dos líderes de Departamentos, com endereço e telefone;
Lista do patrimônio da igreja, de preferência assinada por uma comissão instituída para tal.
Relatório financeiro completo, constando:

Dívidas;
Se tem dívidas qual a situação;
Como estão sendo pagas;
Vencimentos das dívidas;
Saldo em caixa se houver.

Situação dos membros:

Se estão disciplinados, porque;
Quando vence a disciplina.

Ao deixar um trabalho, Nunca deixe transparecer:

Marcação do líder contra você;
Revolta da Igreja contra você
Aceite como a vontade de Deus, "se o líder estiver errado, lembre-se que deus lhe pedirá conta"

Procedimentos diante do seu sucessor

Não dê opiniões, você não é mais o pastor da igreja;
Evite telefonar ou visitar os membros e se o fizer evite dar opiniões sobre o seu sucessor;
Só volte à igreja a convite do pastor, mesmo que alguma liderança te convide, terá que ter a autorização do pastor.

NO PÚLPITO ALHEIO

É comum e convidar um companheiro para pregar nas festividades, dar estudo bíblico, proferir palestras para casais e etc. Vejamos porém algumas posturas que esse convidado deve ter na igreja visitada:

Se a programação tem um tema, o obreiro deve orar a Deus e procurar desenvolver sua preleção dentro do mesmo, e se não existe ore a Deus pedindo uma palavra que venha de encontro as necessidades da igreja;
Evitar tomar conhecimento dos problemas internos da igreja visitada, para que os mesmos não tornem para você:
Motivo de inibição para entregar a Palavra de Deus
Motivo de emoção, para falar somente dentro daquele problema, como se o Senhor estivesse falando.
Evitar dar opiniões sobre os costumes ensinados na igreja visitada;
Procurar sempre inteirar-se do horário estabelecido na Igreja visitada, honrado e respeitando o tempo preestabelecido;
Aceitar com alegria a hospedagem e o trato, exceto em casos extremos;
Se hospedado num hotel, cuidado! use mais não abuse;
Chegue sempre na hora, evite atrasos;
Evite despesas extras para a igreja hospedeira, tais como:
Lavagem de carro;
Extra convidados;
Exigir quaisquer ressarcimentos, Ex. (concerto de veículos)

AO CONVIDAR OUTRO OBREIRO

1.     Saber as condições da igreja para tal, levando em conta uma série de coisas:

a) Para que o obreiro possa vir até o local, qual o meio mais viável e adequado:
    Avião;
    Carro próprio;
    Ônibus.

b) Se a distância é muito longa:

Prover o meio mais rápido e menos cansativo, pois o pastor convidado precisa chegar em tempo hábil e descansado para pregar.
Procure saber com antecedência, quais as despesas que a igreja terá, para eviatr surpresas de última hora e decepções;
Procure a melhor maneira de hospedar este servo de Deus;
Procure um hotel dentro das condições da igreja, mais objetivando sempre o melhor;
Quando não existir um hotel que atenda, procure a casa de um irmão que possa oferecer um quarto onde o obreiro possa ter liberdade, sem interferências;
Recomende o irmão hospedeiro, quanto a alimentação;
Mesmo que o obreiro não queira cobrar, nunca o despeça com as mãos vazias, (Gl 6.6 Aquele que é instruido na Palavra, reparta de todos os seus bens com aquele que instrui)
Procure durante os dias da festa encontrar um momento propício e leve o obreiro convidado até sua casa, para juntos desfrutarem de momentos de comunhão.

FESTAS SOCIAIS

O obreiro tembém é um ser humano como todos, e tem como obrigação participar dos momentos sociais da igreja, fazendo-se presente tanto nos eventos na própria igreja, quanto nos lares de seus membros. Para tanto o obreiro precisa dar bom exemplo de fidalguia, bem como exemplo de comporatmento mpecável em todas as situações, evitando com isso:

Entrar no empurra empurra do povão. Aguarde, afinal de contas você é uma autoridade da igreja, e deve postar-se como tal;
Muito cuidado com o festival gastronômico, onde alguns por falta de preparo e conhecimento entra na disputa, comendo tudo aquilo que lhe oferecem. Lembre-se sempre "coma de tudo mais não coma tudo" Pv. 23.1,2.
O obreiro precisa aprender pelo menos o básico de etiqueta, para saber usar bem os talheres;
O obreiro precisa evitar situações constrangedoras, tais como:
Assuar o nariz principalmente durante as refeições;
Arrotar;
Palitar os dentes na mesa
Fazer uma cesta do resto de bolos, salgados e etc.

TRATAMENTO PARA COM OS LÍDERES

A visita de um líder, seja ele local, seja ele regional ou nacional em nossa igreja, deve ser algo que traga muita alegria tanto para nós quanto para a igreja.

Ao apresenta um líder, faça-o com honra:

Seu nome completo, precedendo o título pastoral e se o mesmo é doutor em alguma área, o correto é 
dizer:  Dr. Pastor fulano de tal; O cargo que ocupa exemplo:

Pr. Presidente do ministério,
Pr. Presidente da Convenção Regional tal,
Pr. Presidente da Convenção Geral,
Pr. Supervisor do Setor tal e etc.

Jamais tratar o líder apenas pelo nome, mesmo que ele seja mais novo que você;
Reunir o maio número de crentes possível;
Dar ao líder a liberdade, para dirigir o culto, fazendo com ele sinta-se a vontade.
Finalizando, deixo a você meu nobre companheiro, um conselho que poderá ajudá-lo muito em seu ministério. Se procurares aplicar a ética em todos os momentos de teu ministério, terás sempre ao teu redor, companheiros e amigos satisfeitos, felizes e dispostos, seus cabelos demorarão mais tempo para branquear ou cair e sua felicidade será cada vez maior por estar trabalhando com zelo e sabebedoria para no reino de Jesus Cristo.

Autor: Pr. Neemias Pereira da Rocha (Pastor Presidente da Assembléia de Deus em Goiânia, Membro e Relator do Conselho de Doutrina da CGADB)

Um comentário:

  1. Excelentes recomendações!!Parabéns ao Pr Neemias, e também a voce Pastora, que teve a feliz ideia de publicar este post!Passando para desejar uma semana mais que abençoada!!! Espero que onde estas esteja tão fresquinho qto aqui onde resido. Que clima gostoso esta hoje. Gloria a Deus!!
    Bjus
    Marly

    ResponderExcluir