OBRIGADA POR SEGUIREM O MEU BLOG

sexta-feira, agosto 03, 2012

LÍDERES RELIGIOSOS APOIAM CARTA DO “JULGAMENTO DE DEUS”, ESCRITO POR BILLY GRAHAM




O famoso evangelista Billy Graham escreveu uma carta chamando a América e suas “pessoas iludidas” para o arrependimento, é parte de uma serie de crescentes avisos de que a nação esta em perigo cada vez maior e que o julgamento de Deus esta próximo.

Anne Gimenezpresidente nacional do ministério América for Jesus – The Awakening (America para Jesus – O Despertar), torce para que centenas de milhares de pessoas venham se reunir no Independence Mall, na Filadélfia, Pensilvânia, nos dias 28 e 29 de setembro para interceder pelos Estados Unidos.  Esta pode ser nossa última chance de chamar a nação para orar, diz Anne Gimenez

Acreditamos que, possivelmente, essa possa ser a última vez que temos esta oportunidade. Nínive é um grande exemplo. Toda a maldade daquela cidade, e ainda quando eles fizeram o que Deus disse que eles devem fazer e se arrepender, Deus curou sua terra. Isso mesmo pode acontecer com a América hoje. Estamos à beira da América ser destruída como a conhecemos, mas eu acredito que Deus está dando uma chance a América nesta hora.”, disse Anne a Charisma News.

Em sua carta, “Meu coração dói pela América”, o Graham 93 anos, escreveu que se lembrou do dia em que sua falecida esposa Ruth expressou preocupações sobre a nação “em horrível queda em espiral” – exclamando: “Se Deus não castigar a América, Ele vai ter que pedir desculpas a Sodoma e Gomorra.”

Graham, que tem pregado a mais 2,2 bilhões de pessoas, do que qualquer outro na história protestante escreveu perguntando o que Ruth poderia pensar do país nos dias de hoje, ondeegocentrismo, indulgência, orgulho e falta de vergonha sobre o pecado agora são emblemas do estilo de vida americano”.

“Meu coração dói pela América”, escreveu Graham, que tem prestado aconselhamento espiritual a todos os presidentes desde Harry S. Truman a George W. Bush, chegando receber em sua própria casa em 2010 o então presidente Barack Obama. Graham foi citado pela Gallup como um dos “dez homens mais admirados do mundo”, 55 vezes desde 1955.

“A notícia maravilhosa é que o nosso Senhor é um Deus de misericórdia, e Ele responde ao arrependimento. No Dia de Jonas, Nínive era a única superpotência mundial solitária – rica indiferente e egoísta. Quando o profeta Jonas, finalmente, viajou para Nínive e proclamou a advertência de Deus, as pessoas ouviram e se arrependeu. Eu acredito que a mesma coisa pode acontecer novamente, desta vez em nossa nação.”

A Carta de Graham em que chama a América ao arrependimento vem com um número crescente de altamente respeitados líderes cristãos que emitiram avisos semelhantes nos últimos meses, observando a nação é uma espiral de declínio econômico, a imoralidade, a corrupção, e o crescente humanismo secular e atentado à liberdade religiosa.

O ex-presidente da Igreja Internacional do Evangelho Quadrangular, Jack Hayford, fundador e pastor da igreja The Church on the Way em Van Nuys, na Califórnia, afirma que a carta de Graham vem no momento em que a nação está em uma “hora muito triste, quando nos aproximamos das eleições deste ano”.

“O que precisamos é algo da ordem de tropas de choque a essa hora, e eu posso imaginar o que pode ser levantado”, diz Hayford. “Eu não me sinto desesperado. Eu sinto a urgência. Estamos em um ponto que a ação desesperada é necessária e a voz de Billy, certamente, como nenhum outro, pode dar origem a isso”.

O Rabino Jonathan Cahn, autor do best-seller, The Harbinger: The Ancient Mystery that holds the Secret of America’s Future, (O Prenuncio: o antigo mistério que mantém o segredo do Futuro da América), diz que carta de Graham é uma “palavra profética” que se assemelha a mensagem em A Harbinger – que os Estados Unidos está rapidamente afastando de Deus e está em perigo de julgamento, a menos que se volte para Deus em arrependimento em humildade verdadeira.

O fato de Graham divulgar a carta “deve chamar nossa atenção” e é “muito impressionante” e “muito impressionante“, diz Cahn, o rabino sênior da maior congregação da nação messiânica, do Beth Israel Centro de Culto em Wayne, NJ.

“Acredito que este é um momento muito, muito crítico para a América e para o povo de Deus na América, e eu acredito que tem ramificações para a história do mundo”, diz Cahn, um descendente de Arão, o sumo sacerdote dos antigos israelitas e irmão de profeta bíblico Moisés. “A maneira que a América vai, afetará o mundo, e a forma como o povo de Deus na América, afetará a América”.

“Então, a mensagem de A Harbinger é que estamos em perigo e que a mesma progressão de julgamento que ocorreu nos últimos dias do antigo Israel está ocorrendo agora na América. A chamada é em última análise, para a salvação para aqueles que não conhecem o Senhor e para o arrependimento e reavivamento para aqueles que o fazem. Eu vejo isso (carta de Graham) como mais um sinal muito nítido de que estamos em um ponto crítico”.

Joel Rosenberg, autor do best-seller Implosion: Can America Recover from its Economic & Spiritual Challenges in Time? (Implosão: Pode América se recuperar de seus Desafios Econômico e espiritual no tempo?), postou em seu blog na semana passada uma observação da Carta de Graham em que destaca a “necessidade do reavivamento espiritual”.

“A América está em grave perigo”, Rosenberg escreveu. “O massacre em Aurora. O escândalo abuso sexual de criança na Universidade Penn State. O flagelo do aborto e da pornografia e da despesa e da dívida descontrolada, em Washington. A lista trágica não tem fim. Na implosão, eu tento documentar a gravidade da situação é, e como o Terceiro Grande Despertar”.

Carta de Graham vem quanto muitas organizações estão planejando reuniões de oração, festivais e outros eventos evangelísticos.

Em sua carta, Graham escreveu que seu filho Franklin Graham está a planejando lançar uma extensão intitulada Minha Esperança com Billy Graham “que traria o evangelho em bairros e casas em todos os cantos da América no próximo ano.”.

“A América precisa desesperadamente de outro grande despertar”, diz Cindy Jacobs, cofundador do Generals International. Como muitas outras nações na história ter descoberto tardiamente, não se pode eliminar o nome de Jesus e pensar que Deus não vê. Todos nós precisamos ouvir e responder ao que o Senhor colocou no coração do Dr. Billy Graham, e responder a sua mensagem de esperança, bem como corajosamente encontrar nossa própria voz na chamada a igreja e nação se arrepender.”
Enquanto isso, a partir 28 de setembro e continuando até 06 de novembro, esta sendo realizada a campanha “40 Days to Save América”, (40 dias para Salvar a América), onde a nação esta sendo convocada para buscar a Deus através da oração, jejum e arrependimento nos 40 dias antes da eleição presidencial.

“Durante a Revolução Americana, nos dias mais negros da Guerra Civil, no início do nosso envolvimento na Segunda Guerra Mundial, os líderes tão diferentes como George Washington, Abraham Lincoln e Franklin Delano Roosevelt declarou estações nacionais de jejum, oração e arrependimento”, escreveu Rick Scarborough, presidente da 40 Days to Save América no site.

“Hoje, a nossa nação enfrenta múltiplas crises – até o colapso econômico, a desintegração moral e terrorismo internacional – mas todos têm fundamentos espirituais. Juntos, eles são ainda mais assustadores do que os norte-americanos confrontados em 1776, 1863 e 1941. Agora, como então a nossa sobrevivência nacional está em jogo. Agora como então, o nosso destino está nas mãos de Deus. As crises que nos confrontam são além do poder dos seres humanos para resolver sem a orientação divina. Nada menos de uma Terceira Grande Despertar nos pode salvar.”

Os convites à oração e ao arrependimento vêm um ano após o governador do Texas, Rick Perry declarar o dia 6 de agosto de 2011 como o dia nacional, do Jejum e arrependimento, convidando colegas governadores para participar da The Response (A Resposta) no estádio Reliant, em Houston. Dadas às provas que a nação enfrenta a “crise econômica global aos desastres naturais, o perigo persistente do terrorismo e a degradação continuam da nossa cultura”, Perry disse que acreditava que era a hora de “convocar os líderes de cada um dos nossos Estados Unidos em um dia de oração e jejum como o descrito no livro de Joel”.

Doug Stringer, o fundador da  Somebody Cares Americ (Alguém se importa com a América) e coordenador da mobilização nacional para The Response, diz que uma batalha pela alma da nação está em andamento, à chamada de despertar chegou e ainda “nós apertamos o botão de soneca.”

“Vindo de alguém que tem sido um gigante – embaixador de Cristo ao redor do mundo – Penso que as palavras [Graham] aos 93 anos de idade devem profundamente, profundamente impactar todos e cada um de nós”, diz Stringer. “Eu realmente acredito que estamos em Joel 2, momento em que a igreja deve levar a sério o arrependimento pessoal e individual. América está em apuros. Precisamos que o próprio Deus intervenha. ”

Para que o Grande Despertar aconteça, Hayford disse que a igreja e “os crentes devem se engajar em ‘gut-level’, estando espiritualmente apaixonado pela oração intercessória” – algo que falta na maioria das igrejas de hoje, algumas dois quais ainda realizam reuniões de oração.

“O enfraquecimento dos arraigados poderes das trevas que estão comendo os alicerces da nossa vida nacional, só serão neutralizados e expulsos de uma maneira”, diz Hayford, autor do livro Darkness: Discovering the Power of the Cross Against Unseen Evil. “(Escuridão: descobrindo o poder da cruz contra o mal). “Você pode pregar sobre isso, e isso é válido, e não é inútil. Mas é o que é despertado na igreja através da oração que se torna verdadeiramente penetrante e finalmente em uma vitória dinâmica.”

Traduzido e adaptado de Charisma News

Nenhum comentário:

Postar um comentário