OBRIGADA POR SEGUIREM O MEU BLOG

quinta-feira, agosto 29, 2013

O ESPÍRITO ... QUE CLAMA: ABA, PAI.

Gálatas 4. 5: O ESPÍRITO ... QUE CLAMA: ABA, PAI.






Uma das tarefas do espírito Santo é criar no filho de Deus a convicção da filiação e de amor filiar que o leva a conhecer a Deus como Pai.


1. O termo “aba” é aramaico e significa “Pai”. Era a palavra que Jesus empregava quando se referia ao pai celestial. A combinação da palavra aramaica Abba com a palavra grega que significa “Pai” (gr. pater), expressa a grande intimidade, a profunda emoção, o anelo, o afeto e a confiança mediante os quais o Espírito Santo no nos leva a clamar a Deus (cf. Mc 14. 36; Rm 8. 15, 26,27).


Dois sinais determinantes da obra do Espirito dentro de nós são o nosso apelo espontâneo a Deus como “Pai” e a nossa obediência espontânea a Jesus como “Senhor” (ver I Co 12. 3. nota). Bíblia Pentecostal.


2. Nesta passagem, Paulo teria em mente, sobretudo, o batismo no Espírito Santo e sua plenitude continua (cf. At 1. 5; 2. 4; Ef 5. 18), pois define nossa filiação com Deus como a causa do envio do Espírito a nós por já sermos “filhos” pela fé em Cristo. E Deus derrama o Espírito em nossos corações! A “adoção de filhos” (v. 5) precede o envio do Espírito do Filho de Deus (ver 3. 5 notas).






ROMANOS 8. 16: - O MESMO ESPÍRITO TESTIFICA



O Espírito Santo nos transmite a confiança de que, por Cristo e em Cristo, agora somos filhos de Deus (v. 15). Ele torna real a verdade de que Cristo nos amou, ainda nos ama e vive por nós no céu, como nosso Mediador (cf. Hb 7. 25). O Espírito também nos revela que o Pai nos ama como seus filhos por adoção, não menos do que Ele ama seu Filho Unigênito. (Jo 14. 21, 23; 17;23).  Finalmente, o Espírito cria em nós o amor e a confiança que nos capacita a lhe clamar: “Aba, Pai” (v. 15).


Fonte: Bíblia Pentecostal 

Nenhum comentário:

Postar um comentário