OBRIGADA POR SEGUIREM O MEU BLOG

sábado, setembro 06, 2014

“O PERIGO DA BUSCA PELA AUTORREALIZAÇÃO HUMANA”




     ADMEP – 
        ASSEMBLEIA DE DEUS – MINISTÉRIO ESTUDANDO A PALAVRA

  E.B.D. - Escola Bíblica Dominical

Departamento de Educação Cristã



   Tema

   “O PERIGO DA BUSCA PELA  AUTORREALIZAÇÃO HUMANA”

TEXTO ÁUREO
  
“Humilhai-vos perante o Senhor, e ele vos exaltará”.

(Tiago 4. 10)



VERDADE PRÁTICA

A realização humana, à parte de Deus, é impossível de acontecer, pois a criatura não pode viver longe do Criador.



LEITURA BÍBLICA EM CLASSE:

Tiago 4. 1 – 10



Objetivos

§  Analisar – qual é a origem dos conflitos e discórdias na vida do crente e da Igreja.  
§  Mostrar que o crente não pode flertar com o sistema do mundo.
§  Compreender que a autorrealização não pode vir em primeiro lugar em nossas vidas.






Introdução: Realização profissional, pessoal e o desejo de uma melhor qualidade de vida são anseios legítimos do ser humano. Entretanto, o problema existe quando esse anseio torna-se uma obsessão, um desejo cego, colocando o Senhor nosso Deus à margem da vida para eleger um ídolo: o sonho pessoal. Ao concluirmos o estudo dessa semana veremos que não se pode abrir mão de Deus para realizarmos os nossos sonhos, pois os dele devem estar em primeiro lugar!



I.  A ORIGEM DOS CONFLITOS E DAS DISCÓRDIAS  (Tiago 4. 1 -3)




1.  Que sentimentos são esses? – interesses dos próprios deleites”, concentrados no desejo de reconhecimento, honrarias, glória, poder, prazer, dinheiro e superioridade. A satisfação dos desejos egoístas torna-se mais importante do que a retidão e a vontade de Deus. (cf. Mc 4. 19; Lc 8. 14; Gl 5. 16 – 20). Quando isso ocorre, surgem conflitos egocêntricos na congregação.


 

2.  A Origem dos Males (Tg 4. 2) -  À cobiça e a inveja  está no coração do homem. (Mc 7. 21-23). A cobiça, a inveja, os maus pensamentos contra o próximo sai coração do homem (Jo 16. 2).


3.  O Porquê de não Recebermos Bênçãos (Tg 4. 3).Pedis e não recebeis”.  – Deus deixa de responder as orações dos que amam os prazeres e que desejam honra, poder e riquezas, (v. 1). Todos devemos tomar consciência disso, porque Deus não ouvirá as nossas orações se tivermos o coração cheio de desejos egoístas. E além do mais, nossos pedidos devem ser segundo a vontade de Deus (I Jo 5. 14).


II.     A BUSCA EGOÍSTA (Tiago  4. 4 – 5).




1. Adúlteros e Amigos do Sistema Mundano” (Tg 4.4). Tiago chama de “adúlteros e adúlteras”, os crentes que namoram com o sistema do mundo. Ele diz que “a amizade do mundo é inimiga de Deus”.  “A amizade do mundo” é adultério espiritual, isto é, infidelidade a Deus e ao nosso compromisso de dedicação a Ele. (I Jo 2. 15 – 17; cf. Is 54. 5). Significa acatar os pecados, os valores e os prazeres malignos do mundo. Deus não aceitará tal amizade, porque é um Deus zeloso (Dt 5. 9; Tg 4. 5).

2.  Inimigos de Deus”. Tiago diz: “Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus”. Isto significa acatar como “comum” o que o mundo oferece. Seus valores pervertidos; suas mentiras, suas imoralidades e etc...

3.   O Espírito tem “Ciúme” (Tg 4. 5) – Um exemplo de amizade desse tipo é a participação do crente em sociedade secreta (isto é, a filiação a lojas maçônicas) que exigem juramentos, ritos e práticas religiosas antibíblicos e comunhão com incrédulos, coisas essas que estão proibidas na Palavra de Deus (Mt 5. 33 0 37; 2 Co 6. 14). O crente não pode pertencer a tias sociedades sem transigir com a doutrina Cristã. (2 Pe 3. 16), com os padrões divinos, com o princípio bíblico da separação do mundo (2 Co 6. 17 – 18) e com sua lealdade a Cristo (Mt 6. 24): “Ninguém pode servir a dois senhores...”


III.     A BUSCA DA AUTORREALIZAÇÃO (Tg 4. 6- 10)



1.  Humilhando-se perante Deus (Tg 4. 6, 7). Tiago diz: “... Deus resiste aos soberbos, dá, porém, graça aos humildes”. Deus aborrece o orgulhoso. O orgulhoso em nossas vidas faz Deus rejeitar nossas orações e reter sua presença e graça para conosco.   

O arrogante, o soberbo e o ganancioso nunca terão esta atitude e, por isso, serão abatidos pelo Senhor. E ainda, à luz do ensino de Tiago, resistir ao Diabo significa não desejar as mesas coisas que a falsa sabedoria nos oferece: egoísmo, orgulho, soberba etc. é não almejarmos a posição dos mestres orgulhosos e soberbo, mas contentarmo-nos com a vocação de servirmos ao Senhor, voluntária e espontaneamente, em espírito e em verdade (Jo 4.23).


2.   Convertendo a Soberba em Humildade (Tg 4. 8, 9). A exortação bíblica de Tiago a essas pessoas é que o “riso” e a “aparente felicidade” delas, produzidos pela amizade do mundo, convertam-se em “choro”, “lamento” e “miséria” (v. 9; cf. 2 Co 7. 10). Esta é a atitude genuína de um verdadeiro arrependimento. 



3. Humilhai-vos Perante o Senhor” (Tg 4. 10). O exaltado em si mesmo, que busca a honra e a estima dos outros a fim de satisfazer o seu orgulho, afasta de si a ajuda de Deus. Mas para aqueles que com humildade se chegam a Deus, ele lhes dá abundância de graça, de misericórdia e de ajuda em todas as situações da vida (Hb 4. 16). 

O segredo é se humilhar perante o Senhor, e ele vos exaltará. (Tg 4. 10).





Conclusão: - O segredo da autorrealização é desfrutarmos da verdadeira felicidade em Deus, através da comunhão com Ele, da humildade diante dele e assim Ele nos exaltará a seu tempo, é só aguardar. Como diz Tiago: “Humilhai-vos perante o Senhor, e ele vos exaltará”. (Tiago 4. 10).





Lição Elaborada pela Professora,
    Pra. Maria Valda
                  E-mail:  pastora.mariavaldap@mail.com

                       



Nenhum comentário:

Postar um comentário