OBRIGADA POR SEGUIREM O MEU BLOG

domingo, dezembro 07, 2014

"AS SETENTA SEMANAS DE DANIEL"


ADMEP
Assembleia de Deus Ministério Estudando a Palavra




EBD – Escola Bíblica Dominical

Departamento de Educação Cristã


"AS SETENTA SEMANAS DE DANIEL"


Objetivos: TEXTO AÚREO


Setenta semanas estão determinadas sobre o teu povo e sobre a tua santa cidade, para extinguir a transgressão e dar fim aos pecados, e expiar a iniquidade, trazer a justiça eterna, e selar a visão e a profecia e ungir o santo lugar”. Dn 9:24.


Leitura Bíblica em Classe

Daniel 9: 20-27

Objetivos:

Conhecer que Daniel compreendeu o futuro de Israel após estudar as profecias de Jeremias.
Compreender as setenta semanas profetizadas no livro de Daniel.
Saber os propósitos da septuaginta semana.



Introdução: Ler da Revista

         No capítulo 9, Deus revela a Daniel fatos futuros do povo de Israel utilizando número de semanas, dias e anos. Esses números ganham uma linguagem especial na sua interpretação em relação ao povo de Israel. Daniel, ao rever o livro do profeta Jeremias descobriu uma profecia literal que estava chegando ao seu cumprimento.

         O período de 70 anos predito para um tempo de escravidão e exílio do povo judeu em terras estrangeiras estava chegando ao fim. Porém, Deus toma esta circunstância histórica para revelar outra verdade futura acerca do seu povo. Seria outro período de 70 semanas de anos totalizando 490 anos literais, sob o qual Israel experimentaria a força da soberania de Deus sobre Israel que afetaria o mundo inteiro. Depois da visão estarrecedora dos capítulos 7 e 8, quando Daniel visualizava espiritualmente o futuro com “um rei feroz de semblante” que prefigura numa perspectiva escatológica o futuro Anticristo, ou seja, “o homem do pecado”, Daniel enfraqueceu física e emocionalmente e lhe restou, tão somente orar e buscar o socorro de Deus.
         No livro do profeta Daniel vemos literalmente um ênfase sobre o reinado gentílico: Cap.: 2,7,8 e parte do 9.
         Poucas vezes veremos Daniel se referindo a nação Israelita.
         Deus preparou Daniel para estar na Babilônia revelando a sua vontade sobre o mundo e o seu povo.
         Diferente de outros profetas como Ezequiel que menciona a nação de Israel 201 vezes e Oseías 59 vezes, Daniel menciona apenas 12 vezes.
         Daniel serviu em seu ministério por aproximadamente 60 a 70 anos, é o profeta maior que profetiza por mais tempo.
         Daniel é um profeta autentico que deve ser observado em qualquer tempo e dimensão, serve para jovens, velhos, adultos e etc.
         Daniel tem muito a nos ensinar basta estudarmos minuciosamente a Palavra de Deus.
         Daniel começa no cap. 9 orando e intercedendo a Deus pelo povo Judeu. Daniel compreende que pelos registros de Jeremias que o tempo cativeiro são 70 anos, como ele tinha aproximadamente entre 80 a 90 anos entendeu que já estava perto de se encerrar o tempo de cativeiro.
         Daniel se coloca na posição de pecador, como um Judeu que errou e resultou no cativeiro Babilônico, Daniel não culpou o povo mas se incluiu como pecador reconhecendo a justiça de Deus e as suas limitações como ser humano.
O Significado de Semanas – no Original é sete e não semanas.

 É um termo de origem hebraica “shabua”
         Sig “sete” dias ou anos.
         Êx: 7 semanas = 49 semanas ou anos depende do contexto.
         O número 7 na bíblia tem uma simbologia.
         Vejamos que na bíblia existem vários “setes” - Selos, Taças Igrejas, Trombetas, Maldições,        Condenações, Coisas Novas e etc.
         Jesus proclamou 7 Eu Sou, no Evangelho de João Jesus fez 7 sinais (Milagres).

     CATIVEIRO DO POVO DE ISRAEL – 70 ANOS


PERGUNTAR AOS ALUNOS.
OBS: A IGREJA DO SENHOR VIVE EM CATIVEIRO? SIM

         Significado da Palavra Cativeiro: Lugar de escravidão, servidão, opressão, seja físico, Emocional e Espiritual (Emocional e Espiritual são as mais em evidência no momento).

         A Igreja do Senhor vive em cativeiro, pois vivemos numa terra que não é nossa e uma pátria humana regida por satanás, onde rei e deus deste século opera. (2Co 4:4).
         Vivemos debaixo da opressão do diabo e seu sistema, porém temos em nós o Consolador, o Espírito Santo de Deus para ajudar mesmo em tempos difíceis e em uma pátria que não é nossa, conseguir adorar a Deus e ser fiel a ele como Daniel. Porém haverá um tempo em nosso Rei e Salvador nos tirará desse mundo e nos levará para um Reino Eterno, onde ninguém mais sofrerá. (Ap 21:4).

TÓPICO I – DANIEL INTERCEDE PELO SEU POVO (Dn 9:3-19)

1 - O tempo da profecia de Jeremias (9:1,2: Jr 25:1,2; 29:10-14)
2 - A confissão dos pecados de um povo (9:3-11,20).
3 – Daniel reconheceu a justiça de Deus (9:7,16)

Por que o podo Judeu foi para o cativeiro?

Desobediência as ordens de Deus.

ü 70 Anos de cativeiro foram os 70 Jubileus não observados e nem guardados pelo povo judeu que vão da Monarquia Israelita até o Cativeiro Babilônico.
ü Deus ordenou que durante seis dias trabalhasse e no sétimo não trabalhavam, para que a terra descansasse. Deus estava mostrando ao povo judeu que a organização e o descanso da terra era extremamente importantes.
ü Se a terra não descansasse os frutos seriam prejudicados devido a terra não conseguir se recuperar de todo o trabalho feito.
ü Durante 6 anos colheriam, porém no sétimo ano ninguém colhia nada, tudo o que fosse produzido durante aquele ano nada será colhido para que os estrangeiros, podres, viúvas e etc, se alimentassem dos frutos produzidos.
ü Deus mostrava que os pobres, os órfãos, as viúvas e os necessitados estavam sobre os seus cuidados e o povo judeu era o instrumento para abençoar aquelas pessoas necessitadas (Ex 22:21,22)
ü A prostituição do povo de Israel, a idolatria contribuiu muito para o cativeiro, pois as tribos de Judá e benjamim cometeram os pecados que as tribos de Israel cometeram e foram levados cativos como castigo da ira divina sobre o seu povo. (Ez 23: livros de 1 e 2 Reis e 2 Crônicas e etc.
ü Deus puniu o seu povo para que aprendam a adorá-lo e servi-lo com submissão e verdade.
ü Deus é o único ser a ser adorado, exaltado, glorificado e etc.

Eles trabalharam 490 anos consecutivos. E 490 divididos por 7 são igual 70. O povo de Israel devia a Deus 70 anos!” Mas, como Deus, é Deus, Ele já tachou: ao trabalharem 490 anos consecutivo, eles trabalharam 70 anos sabáticos!

Deus como é justo. E para descansar a terra Deus apreendeu os judeus por 70 anos na Babilônia (2º Cr 36 v 21; Jr 25 v 11, 12; 29 v 10).

TÓPICO IIDEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO (Dn 9:24-27)
1° As setenta semanas. (9:24)

E o objetivo destas semanas é que, no final delas, seis (6) fatores importantes irão acontecer:

a)   Para extinguir a transgressão,
b)    E dar fim aos pecados,
c)    E expiar a iniquidade,
d)    E trazer a justiça eterna,
e)    E selar a visão e profecia,
f)      E ungir o Santo dos santos.

Somente no Milênio, com a conversão de Israel, dar-se-ão início ao cumprimento destas imensuráveis benções.
2° Os três príncipes na profecia. (9:25,26).

O primeiro é o Messias, O segundo é o imperador Tito, O terceiro é o Anticristo.

3° O intervalo que precede a septuagésima semana (9:27).
Esse intervalo é chamado de “tempos dos gentios” onde a nação de Israel estaria debaixo da servidão dos Reinos gentílicos.
Esses tópicos vão nos mostrar o que significa s setenta semanas, quem são os três príncipes e o que houve que ainda não chegou a septuagésima semana.

O sub tópico 1 está divido em três partes - 1° As setenta semanas. (9:24)
7 semanas + 62 semanas + 1 semana

a) Explicação dos grupos I, II e III 7 semanas = 49 anos \ 62 semanas = 434 anos \ 1 semana = 7 anos.

b) O grupo I - 7 semanas – total de 49 anos – período de reconstrução do templo de Jerusalém que começa no ano 444 a.C através da volta de Neemias a Jerusalém para a reconstrução dos muros. (Ne 2:1: Ag 1:7)

Esse período começa somente com retorno de Neemias (Cap 2). O Imperador Ciro que conquistou a Babilônia de Dario em Outubro do ano de 539 A.C, Decretou a volta de aproximadamente 50.000 Judeus no ano 535ª.C. Em seguida no 457ª.C volta Esdras com mais Judeus em 444 a.C., tem a volta com Neemias, essa volta serve para continuar a todo vapor a reconstrução do Templo. Encontraram dificuldades através de inimigos, porém os profetas Ageu e Zacarias foram usados para o incentivo do povo na obra de Deus.

c) O grupo II – 62 semanas – 434 anos – passado esse período o Messias será cortado da terra, será tirado da de cena. O Senhor Jesus morre no ano 33. No 70d.C completando os 476 anos acontece a destruição do tempo de Jerusalém através do Imperador TITO.

d) o grupo III – 1 semana – 7 anos – esse príncipe aparecerá no futuro, conforme o versículo 27 nos mostra que esse príncipe será o Anticristo, pior que o Imperador Tito, Nero Domiciano, Antíoco Epifânio e Etc. Esse homem é chamado de “filho da perdição” (2Ts 2:4) e “homem de pecado”, quem não servi-lo e nem adorá-lo irá morrer.

Informações sobre o Imperador Tito;

Tito nasceu em Roma, filho primogênito de Vespasiano e Domitilla a Maior.1 Tito teve uma irmã chamada Domitila Menor e um irmão, chamado Tito Flávio Domiciano, embora conhecido habitualmente com o nome de Domiciano.

As décadas de guerra civil durante o século I a.C. contribuíram enormemente para o decaimento da velha aristocracia de Roma, que fora gradualmente substituída no poder por uma nova nobreza provincial durante a primeira parte do século I.2 A família Flávia surgiu da obscuridade na dinastia Júlio-Claudiana, adquirindo a riqueza e influência necessárias para chegar ao poder. O bisavô de Tito, Tito Flávio Petro, serviu como centurião sob Cineu Pompeu Magno durante a Segunda Guerra Civil da República de Roma. A sua carreira militar terminou quando Pompeu sofreu uma derrota esmagadora às mãos de Júlio César na Batalha de Farsália (48 a.C.).3

Contudo, Petro conseguiu melhorar a sua situação casando-se com uma tértula sumamente rica, cuja fortuna garantiu a ascensão do filho de ambos, Tito Flávio Sabino I, o avô de Tito.4 O mesmo Sabino amassou uma grande riqueza como arrecadador de impostos na província da Ásia e como banqueiro na Helvécia. Casando-se com Vespásia Polião aliou-se com uma das famílias patrícias de maior ascendência aristocrática. A riqueza e a linhagem de Vespásia Polião e Tito Flávio Sabino I garantiram a ascensão dos seus filhos, Vespasiano e Tito Flávio Sabino II, à classe senatorial.4

Quatro eventos principais que ainda ocorrerão à medida que nos aproximarmos do final da era envolvem Israel e/ou a Igreja, eles são:

O Arrebatamento da Igreja
A Batalha descrita em Ezequiel 38-39
A 70ª Semana de Daniel 9 incluindo a Grande Tribulação
O Retorno de nosso Senhor para julgar o mundo e estabelecer Seu Reino

Quatro Outros Envolvem Principalmente o Mundo Gentílico:

O Império Romano Ressurgido
O governo mundial único do anticristo
A igreja apóstata unificada
O reaparecimento de Babilônia

TOPICO III – OS PROPÓSITOS DA SEPUTUAGÉSIMA SEMANA (Dn 9:27)

1° Revelar o “homem de pecado” (2Ts 2:3).

Mostrar o seu caráter e quem realmente é o Anticristo. AP 16.
Será um homem dotado de poder de influência, inteligência satânica, aparecerá num momento de caos, aflição e sofrimento no mundo, usará todo o dinheiro guardado pelo mundo para solucionar os problemas causado pelo arrebatamento. Assim com tem a Trindade Divina, o Anticristo tem a sua trindade com o grande Dragão e o falso profeta, porém nenhum deles tem pode suficiente para enfrentar a verdadeira Trindade. Terá domínio universal na terra inclusive com prodígios e sinais.

2° A Grande tribulação (Mt 24:15,21).

Período de Grande sofrimento, aflição, mortes e etc. Ler Mt 24.
Esse período será principalmente para os Judeus, porém os gentios que não aceitaram a Jesus, os judeus que não o receberam e os Crente que ficarem passaram por esses momento tortuoso conforme Mt 24: Ap Cap. 6-18. Enquanto a Igreja estará nos ares no Tribunal de Cristo a terra estará em grande aflição e sofrimento.

Que não fiquemos, que possamos dar nossa vida pela nossa salvação, pois uma vez arrebatado nada mais de ruim terá efeito em nós. Glória Deus.

3° Revelar a vitória gloriosa do Messias. Mt 24:29-31.

A vinda de Jesus em glória, onde serão derrotados o Anticristo, Falso profeta (que são as Bestas de Apocalipse cap. 11:1-10 – Anticristo do 11-18 é o falso profeta). A volta de Jesus em Glória será bem no momento que o povo Judeu estará perto de ser exterminado, pois o Anticristo fará de tudo para acabar com os judeus, porém não irá conseguir, pois o Messias voltará para resgatar e libertar e salvar o seu povo. Depois virá o reino milenial onde satanás será preso por mil anos, enquanto os judeus anunciam o Evangelho do Reino para as nações sobreviventes da grande tribulação (Jl 2:28 e 29). Jesus virá novamente para o seu povo, porém agora é diferente, quem fizer mal aos judeus pagarão com a própria vida.
São as nações chamadas de bodes, onde tentam destruir a todo instante a nação Israelita, mas o Messias Ungido voltará para salvar o seu povo.


Conclusão – ler da revista


Nenhum comentário:

Postar um comentário